Notícias

Você está em: Asmirg BR » Notícias » Petrobras: Novas regras ou um novo golpe no setor gás de cozinha

Petrobras: Novas regras ou um novo golpe no setor gás de cozinha

Chegamos ao fim de 2017, a população e o setor revenda nunca pagou em nossa historia uma conta tão alta para compra de um produto de utilidade pública. A Petrobras conseguiu fazer do gás de cozinha um produto de luxo, fez que grande parte da população buscasse alternativa como lenha para o gás de cozinha, conseguiu a façanha de fazer com que os brasileiros encostassem seu fogão.

O impacto ao setor revenda tem provocado danos irreparáveis, roubos de cargas, crescimento do mercado ilegal, revendas em busca de sua sobrevivência financeira acumulam prejuízos, na verdade adiam o momento de seu fechamento por não conseguir o repasse destes aumentos abusivos. Chegamos ao absurdo de após a Petrobras anunciar um elevado aumento, o preço cair ao consumidor. A matemática não permite enganos, é uma ciência exata, sobe o custo do produto, sobe os encargos como a gasolina, o diesel, os impostos, dispara o capital de giro necessário para garantia de compra da empresa e o preço final cai?

O setor ainda conta com repasses sempre maiores o anunciado pela Petrobras, como o preço é livre, as Companhias Distribuidoras a cada aumento mensal anunciado, repassam todas as elevações de seus custos como o do frete, impostos, motivo que no único mês que tivemos queda (julho -4,5%), o setor praticamente não sentiu esta redução.

A Associação Brasileira dos Revendedores de GLP ASMIRG-BR, representando o setor revenda na pode deixar de manifestar sua preocupação com a ameaça que esta para vir,

Como a Petrobras que se mostra decidida a rever sua própria política de preço do GLP vem a público sem apresentar uma proposta clara?  Simplesmente decidiu mudar, mas sem saber o que fazer?

Esta para vir mais uma manobra com os brasileiros? A Petrobras está ciente que em janeiro entra verão na Europa e a demanda consequentemente irá cair, provocando uma queda crescente no preço do gás de cozinha.

 

Voltará o preço do gás de cozinha referente à jan/17? Ou numa forma de um gesto “generoso” congelará o preço no período do verão da Europa, mantendo o preço do gás de cozinha no seu patamar mais elevado de sua história, aumento seu lucro sem o repasse da queda de preço do gás de cozinha?

 

Dados da ANP mostram a elevação do gás de cozinha na Petrobras, a estatal simplesmente repassou a população em especial a seus maiores consumidores, de baixa renda, uma conta de 4,4 bilhões de Reais ao ano.

Colocamo-nos a disposição para maiores esclarecimentos.

Alexandre Jose Borjaili

Presidente

Associação Brasileira dos Revendedores de GLP ASMIRG-BR

www.asmirg.com.br

 

 

Petrobras vai mudar regra que reajusta preço do gás de cozinha

 

O preço do gás de cozinha já subiu 68% desde junho, quando a Petrobras criou uma regra de correção automática do valor do produto, aplicada no dia 5 de cada mês. Desconfortável com o impacto desta magnitude no preço de um produto que ninguém pode abrir mão de consumir, do mais pobre ao mais rico, a Petrobras está decidida a rever sua própria política.

Ainda não se definiu a nova fórmula, mas já foram fixados alguns parâmetros. Por exemplo, a correção do preço não deverá mais ser mensal. Com isso, evita-se a incorporação de aumentos de preços do gás no mercado internacional, sujeitos a grandes variações no curto prazo.

Em junho, a Petrobras anunciou que, a partir do dia 5 daquele mês, o preço do gás nas refinarias da empresa seguiria uma regra fixa.

https://g1.globo.com/economia/blog/joao-borges/post/petrobras-vai-mudar-regra-que-reajusta-preco-do-gas-de-cozinha.ghtml

 

 

Share Button

Associação Brasileira dos Revendedores de GLP - ASMIRG-BR

CNPJ: 08.930.250/0001-32

Rua Glaura, 311 Santa Cruz

Belo Horizonte / MG - CEP 31.150-480

Atendimento

(31) 3082-7214

(31) 9849-21994

asmirg@asmirg.com.br

Copyright © 2007-2014 ASMIRG-BR. Todos os direitos reservados

Associação Brasileira dos Revendedores de GLP - ASMIRG-BR

WebSite desenvolvido pela